Seguidores

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

COM A MEDIDA QUE JULGARES SERÁS JULGADO

Jamais saberei qual a razão que leva os seres humanos a mudarem de personalidade como se fossem camaleões mudando de cores.
Pessoas aparentemente honestas, que se demonstram indignadas com certas atitudes egoístas de outros semelhantes, de repente agem de forma totalmente contraria àquilo que propagam.
Incrível como falar é fácil, como julgar parece até uma brincadeira, agora na hora de demonstrar com atos a veracidade daquilo que propagam é uma verdadeira avalanche de desculpas.
Procuram calar suas consciências e se enchem de razões, desapontam os que confiavam neles, esses sem dúvidas nenhuma são bem piores do que aqueles que demonstram o que são já nas palavras.
Como é fácil ser justo e bom quando o problema é de terceiros, como é fácil julgar quando não estamos dentro das pessoas que agem, quando não somos nós os afetados.
Não julgar aquele que se omite, aquele que nega, procurar compreender as suas razões, isto sim seria o certo, concordo que nem por isso, pela nossa compreensão aquele que se omitiu ou negou terá razão, mas não caberá a nós crucificá-lo e sim procurar ajudá-lo a sair de seu egoísmo e de seu orgulho.
Esta é a atitude do justo, daquele que sabe que com o peso que ele julgar é com esse que ele será julgado.


Ditado por Gilson Gomes
 Psicografado por Luconi
em 15-06-1982.

Nenhum comentário:

Postar um comentário