Seguidores

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

FRIO






Frio, sim frio é a palavra certa para definir o mundo humano atualmente.




Frio que já define tudo, egoísta em sua essência, cada qual preocupado em viver somente a sua vida, esquecendo-se da essência humana.




“Mundo dos humanos”, “humanidade” Meu Deus, vamos ter que mudar o nome que designa esses seres ou então teremos que mudar o significado da palavra humanidade.




Seres humanos que só estendem as mãos para aqueles que possam dar-lhes algum lucro.




Humanidade, que só sabe ser “humana” quando não precisa sair de sua comodidade, quando é só colocar a mão no bolso e tirar um donativo ou então assinar um cheque, depois se sente em estado de graça e até se sente no direito de julgar as misérias humanas.




Meu Deus, mas o que entendeis de misérias humanas, o que entendeis da verdadeira caridade, alguma vez aproveitastes o infeliz que te foi colocado no caminho e saístes da tua comodidade, para ampará-lo?




Oh! Sim, já sei o que respondes, que não tens nem para ti, mas serás que não entendes que muitos e muitos desses infelizes imploram uma palavra de conforto, alguém que possam dizer “ele é meu amigo", me consola e me ajuda com seus conselhos, juntos poderemos achar uma solução para o que me aflige.




Quantas e quantas vezes encontro pessoas pobres, que se preocupam e se afligem pela dor do próximo, dando sempre um “jeitinho” para ajudar, da mesma forma já encontrei muitos ricos tão necessitados de caridade moral, tão necessitados de amizades, tão necessitados de amarem e serem amados.




Humanidade, quão poucos seres existentes neste mundo merecem serem chamados de “humanos”, às vezes penso mesmo que muitos se tornaram verdadeiros robôs, não mais humanos, mas sim máquinas, e o mais triste é que no próprio lar eles agem como tal.




Dizem que o século XX é o século da “evolução”, pois eu digo olhem a sua volta e me respondam se não é o século das depredações, da perda de valores morais, da perversidade e principalmente, do século da “camuflagem”.




Ditado por Gilson Gomes


Psicografado por Luconi


em 05-1982



Nenhum comentário:

Postar um comentário