Seguidores

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

MENSAGEM A UM ÍRMÃO DEPRIMIDO

Já é hora de parares de ter idéias pré-concebidas.

Já é hora de meditares e de avaliares os valores certos da vida.

De que vale perderes horas preciosas em cogitações que a nada levam.

Quando podes fazer um trabalho muito mais rendoso para ti e para teus irmãos.

Pensas, pensas e só queres ver a tua frente os maus pontos, mas para tudo há uma explicação, se te encontras nesta estrada não adianta tentares sair do caminho e pegar um atalho.

Deves sim continuar nela, enfrentar os espinhos, aterrar os abismos e secar os pântanos.

É difícil eu sei mas só assim extinguirá as velhas rinchas e os antigos ódios.

Ao invés de fugires tente enfrentar, mas com amor, com carinho, sem ódio e sem mágoas.

Tente fazer voltar para ti às afeições que perdestes, tente mostrar os verdadeiros valores aos teus inimigos.

Tente fazer com que eles entendam que a materialidade é supérflua e fútil, que os valores morais são os únicos que contam.

Estenda a mão aos mais necessitados,não se esquecendo que
os verdadeiros mendigos são aqueles que se despiram totalmente dos bons sentimentos.

São aqueles que esqueceram das leis do amor.
São eles que precisam de ti e se no teu caminho estão é para que tu os auxilie.

Não, nunca, nunca mesmo tente a vingança ou guarde sentimentos de ódio pois neste caso tua dívida espiritual aumentará.

Não faça nada pelo dinheiro, mas faça tudo para continuar os canteiros de rosas que já foram iniciados por outrem.

É a única forma de se ajudar e de cumprires até o final a tua missão e prova terrena.


Não assinarei pois apenas transmiti os pensamentos de outrem, de um
Espírito amigo em 16/06/1980

Nenhum comentário:

Postar um comentário