Seguidores

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

SABER ESPERAR



Certa vez uma pessoa muito querida veio à minha casa, estava muito triste e ansiosa, pois
tinha muitas saudades do esposo, que partira para a espiritualidade há dois anos.

Em seu imenso amor por ele, em sua imensa saudade, pediu-me que eu psicografasse alguma mensagem,
se não fosse ele que desse diretamente, que então o irmão João de Albuquerque fosse o transmissor de uma mensagem ditada por ele.

Sua ansiedade era grande e não adiantava eu explicar que certas coisas acontecem naturalmente, no tempo certo, em seu desespero me disse:
-Fala para ele que eu acendo um maço de velas,em sua memória se me atender.

Bem eu fiz uma prece e o irmão começou a me ditar o seguinte:

Tu queres que os fatos se antecipem no tempo, tu queres trazer para ti de imediato as novas que te são reservadas para mais tarde, tu te precipitas e por isso te magoas.

Quantas e quantas mágoas seriam evitadas se evitasses a precipitação em sua vida terrena.

Oh irmã, aquele que me transmitiu aquela mensagem, certamente em futuro próximo me transmitirá mais e mais, mas tudo tem o seu tempo e tu deves esperar.

Não posso marcar o dia que ele transmitirá mensagens, mas será certamente quando tu mais necessitares.

Sei que entenderás e, por favor irmã, apesar de necessitar muito de orações e de apreciar a vossa intenção ao me oferecer a vela, eu te implorarei para não usar a oferta como uma troca “Se me deres eu te darei”.

Isso não é uma troca e sim uma oferta de amor que te faço.

Brevemente entenderás melhor tudo o que hoje passas e então talvez me darás razão.

Fé firme e coração aberto para o amor são as armas que te levarão a espiritualidade maior.


Ditado por João de Albuquerque

psicografado por Luconi
Em 18/06/1980.

Nenhum comentário:

Postar um comentário