Seguidores

domingo, 10 de outubro de 2010

PARA AMPARAR AS CRIANÇAS AJUDEMOS OS ADULTOS




Estamos próximo do dia de comemoração na terra destinado às crianças. 

Aqui no astral nós muito nos empenhamos para aproveitar neste dia e amolecer alguns corações, que apenas se lembram das crianças em datas comemorativas, dias das crianças, ou Natal. 

Tentam calar suas consciências com esmolas doadas como se fizessem um grande favor, sim sabemos que existem almas boas as quais realmente se esforçam tentando ajudar não só neste dia e estas almas boas têm consciência de que fome se tem todos os dias, que doença não tem data para bater a porta nem o frio, e que muitas vezes um carinho, faz muito mais efeito nestes coraçãozinhos sofridos do que qualquer esmola. Estas almas boas realmente se doam e quando ajudam o fazem de tal forma que ninguém se sente humilhado, muitas vezes torna-se necessário ajudar a familia como um todo. 

Uma família desequilibrada em seu emocional faz um grande mal aos pequenos, eu sei é difícil este tipo de ajuda, pois afinal é praxe não nos metermos na vida alheia. Mas sempre acaba acontecendo uma brecha, aonde uma palavra ou apenas uma presença aconchegante faz com que alguém da família comece a perceber que precisam de ajuda, faz que seja criado um elo de confiança e desta forma acabam falando sobre o problema em si. 

Não dê soluções, o livre arbítrio é de cada um, dê uma boa palavra, que abra a visão de quem sofre muitas vezes a solução está debaixo dos olhos, mas o sofrimento faz com que não enxergue. 

Uma coisa muito importante é nunca, nunca mesmo, mostrar como causa dos seus problemas a religião que seguem, ou a falta de religião, não falem de religiões, fale da Fé no Pai eterno e do amor ao próximo, não cite esta ou aquela religião, pois isto é o que menos importa, o que vai importar mesmo são os seus atos amorosos. É mostrar que os ajudam por amor simplesmente, não querendo em troca levá-los para suas igrejas ou templos. Lembrem-se sempre da parábola do Bom Samaritano. 

Iniciei com as crianças, mas acabei me voltando para os adultos, porque depende unicamente das atitudes acertadas deles para que estes inocentes possam ser ajudados.

Infelizmente até em orfanatos ou em instituições que recolhem estes pequenos, encontramos adultos desajustados e bem pouco humanos desempenhando trabalho junto a eles, infelizmente é grande o número dos que ali estão só pelo soldo do final do mês, cumprem as suas funções exatamente dentro dos limites, sem doação de amor, como se lidassem com seres inanimados. 

Mais uma vez é culpa de quem os contratou, é culpa de quem toma conta do pessoal, que não reparou no desamor que carregam, é necessário fazer um árduo trabalho junto a eles para que possam perceber que aceitar trabalhar com crianças é muito mais doação que outra coisa, que sem amor não há condições de desempenharem a função e que neste caso se não mudarem de atitude devem procurar outra coisa para fazerem,longe daqueles que eles podem tanto prejudicar. 

Bem já me estendi por demais, não pensem que fui radical, mas pense bem estes pequenos começam a engatinhar na sua missão terrena, é muito importante a sua formação para que tenham êxito em sua reencarnação, as bases que se formarem serão fundamentais para que eles se tornem adultos aptos a cumprirem o seu papel perante Deus e a sociedade. E isto cabe a vocês os adultos de hoje, depois não adianta reclamarem dos jovens e suas contravenções, e seu desamor para com os mais velhos.

Depois não esperem que eles saibam amparar as crianças com amor e igualdade, desta forma vira uma bola de neve, que só cresce espalhando o gelo do desamor.



Ditado por ASPARGOS
Psicografado por Luconi
Em 09-10-10

2 comentários:

  1. Pura verdade, os adultos precisam de muita força, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  2. Luconi,um precioso ensinamento nessa msg!Pela criança,chegamos ao coração do adulto e,não importa a religião e sim,o amor!Somos a energia viva do amor,na verdade...só precisamos despertá-la em nós!Obrigada pela bela msg!bJS,

    ResponderExcluir