Seguidores

terça-feira, 17 de julho de 2012

SOLO ARENOSO ALICERCE FRÁGIL




Nada mais me inspira,
Os pontos de interrogação,
Em minha alma se aglomeram,
Trazendo incertezas ao meu coração.


Não tenho mais rumo,
Direita ou esquerda tanto faz,
Não tenho mais vontade,
Perdi minha paz.


Só tenho uma certeza,
Se minhas convicções foram destruídas,
Foi porque o meu alicerce era frágil,
Em solo arenoso construído.


Solo de minha alma,
Que não foi suficientemente adubado,
Com as sementes da fé,
Só da boca pra fora falada.


Necessário torna-se,
Para dentro de mim me voltar,
A mim mesmo reconhecer,
De meus erros me conscientizar.


Então, fundo respirar,
O mundo a minha volta reparar,
As novas decisões praticar,
Nova sementeira de amor reiniciar.


Sempre há uma porta aberta,
Para seguirmos em frente,
Sempre há uma mão estendida,
De nós precisando.


Não vou ficar mais me lamentando,
Ao invés disso vou útil me tornar,
Pois com certeza, sou eu que terei mais a ganhar,
Meu alicerce em terra fértil se erguerá.



Ditado por João de Albuquerque
Psicografado por Luconi
Em 16-07-2012

6 comentários:

  1. Bom dia! Acho que todos passamos por este momento... mas não existe fé forte que não tenha sido testada!

    ResponderExcluir
  2. DE TODAS AS DÁDIVAS QUE A NATUREZA NOS CONCEDE, A AMIZADE É A MAIS BELA.BJS

    ResponderExcluir
  3. Tem dias que a noite fica longa,mas em nós mora a esperança e a certeza de novas manhãs onde amigos estão a nos acariciar e prosseguir.
    Otima reflexão minha amiga.
    Carinhoso abraço.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia!!!
    Linda mensagem de força e fé...
    Feliz Dia do Amigo e um maravilhoso final de semana, repleto de muita Luz, Paz e Amor!
    Beijos na alma

    ResponderExcluir
  5. Bom conselho. Sempre é tempo de recomeçar, Luconi. Abraço fraterno!

    ResponderExcluir
  6. Um belo texto, ando meio afastado não é mesmo, mas só em matéria, pois sempre adoro ler seus textos que tanto nos ensina, amei este como amo a todos, abraços do Alê.

    ResponderExcluir