Seguidores

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

KARDEC NÃO PODE REVELAR TUDO



Nem sempre estamos preparados para ouvir o novo, não nos damos o trabalho nem de admitir que algum fundo de verdade tem, recusamos a nos permitir o benefício da dúvida.

Tornamo-nos de certa forma irracionais, agimos como crianças mimadas, orgulhosos que somos jamais daremos a mão a palmatória,. Outras vezes é o medo do novo que nos ensurdece, nem o fato que de repente como uma febre este novo está sendo proclamado aos quatro cantos da terra como se fosse uma febre, algo contagioso.

Ainda tentamos sair do enrosco com uma sentença “isto virou moda agora”, tentando acreditar que as pessoas que espalham a novidade só querem aparecer.

Mas se deixássemos os velhos conceitos de lado, se escutássemos com atenção, se pesquisássemos sobre o assunto, perceberíamos que a novidade surgiu em lugares diferentes, através de pessoas que entre si não se conhecem. E este fato apenas bastaria para que pesquisássemos mais a fundo a nova que se apresenta.

Mas o homem está totalmente dominado pela radicalidade, não admite que nada de errado tem a sua crença, apenas em alguns pontos a boa nova a modifica, mas na sua essência continua a mesma. A boa nova apenas acrescenta, apenas elucida o lado obscuro, aquele que ninguém realmente poderia responder a não ser por hipóteses.

Assim foi durante toda a história da humanidade deste o princípio dos tempos, o princípio de que se tem notícia é claro, por que o verdadeiro princípio de tudo está oculto nas dobras de um tempo tão antigo que realmente ninguém há de se recordar ou ter provas, simplesmente por que o Criador que ama em demasia seus filhos achou pelo bem deles que os tempos anteriores deveriam ser enterrados e esquecidos momentaneamente da consciência terrestre.

Quando iniciou-se a divulgação da vida após a morte pelos espíritos iluminados, da evolução do espírito através de sucessivas reencarnações, a revelação não foi feita a apenas um homem, nem em apenas um lugar do planeta, aqui, lá e acolá, a revelação foi feita, bem antes de nosso querido Kardec, que só encarnou com a missão de propagá-lo de forma mais ampla, depois que em vários pontos e entre pessoas diferentes já havia surgido a boa nova, o início da grande revelação.

Sim meus amigos o início, não poderia tudo ser revelado, como até hoje não o é, pois a humanidade tem que caminhar aos poucos, aceitar as boas novas aos poucos, se tudo lhe fosse administrado ela não aceitaria de forma nenhuma.
Então Kardec veio com a missão de codificar o Espiritismo nascente, espalhar a semente, mas infelizmente os seus seguidores esqueceram-se que como quando Jesus veio à terra nem tudo pode revelar falando por parábolas, da mesma forma Kardec apenas deu as bases, muito sólidas, dando condições para os adeptos do futuro aceitarem aos poucos novos ensinamentos que iriam complementando o que ele deixou.

No entanto, estes adeptos se tornaram radicais, passaram a se achar donos da verdade, fecharam as portas para os mais humildes que não tinham acesso aos livros de Kardec por não terem a instrução da escrita.

Acham mesmo que o Pai faria a revelação somente para uma classe privilegiada?
Vendo o rumo que tomava o espiritismo, tornando-se uma doutrina para uma classe mais nobre, ELE imediatamente iniciou a difusão das grandes verdades de outra forma nas classes menos favorecidas, logicamente que os Kardecistas não aceitaram e lhes digo muitas lagrimas o Codificador rolou e por isto a terra retornou, para deixar bem claro que não existe ramos do espiritismo, não existe separações, apenas cada um tem uma seara para trabalhar, mas na espiritualidade todos trabalham juntos, cada um tem a sua seara onde termina o trabalho de um começa o trabalho de outro.

A luz que têm independe da seara que trabalham, cada um tem um porquê para estarem nesta ou naquela seara.

Hoje nesta mensagem gostaria muito que todos refletissem, lembrando que em todas as doutrinas religiosas existem os charlatães, os falsos profetas, nenhuma delas está livre, por isto não devemos julgá-las pela má conduta de alguns seguidores, que todas as doutrinas religiosas existentes na Terra contem verdades, e que nenhuma delas detém toda a verdade.

Por isto respeitemos a todas, lembrando-nos que o mais importante para a evolução de cada um é apenas seguir dois mandamentos:

Amarás o Senhor teu Deus sobre todas as coisas.  Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.


Pronto, você segue isto? Então está no caminho certo.


Fiquem na paz do Senhor.
Irmão da Paz
09-09-2012

5 comentários:

  1. Luconi,o irmão da Paz sempre nos alertando para ter humildade,respeito ao próximo e a todas as religiões!Tb concordo com ele: ninguem é superior a ninguem,somos todos iguais,feitos a imagem e semelhança de Deus e o Pai nos ama independente de nossas crenças!bjs e minha amizade!

    ResponderExcluir
  2. Linda mensagem.,Realmente tempos que caminhar e conviver com todas as verdades ,respeitando-as... beijos,chica e lindo fds!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Luconi. Bom dia! Estou feliz por compartilhar tão bela mensagem. Obrigada amiga! Sem a espiritualidade e o amor a Deus não há meios de caminhar. Desejo um bom dia e fim de semana pra vc! Sempre com paz e todo carinho. Grande braço!

    ResponderExcluir
  4. Ninguém é dono da verdade e ninguém sabe tudo. Estamos sempre aprendendo. É preciso humildade!
    Um belo texto, amiga!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  5. A vida é uma escola, beijo Lisette.

    ResponderExcluir