Seguidores

domingo, 12 de fevereiro de 2017

INGRATIDÃO






A ingratidão com certeza, é um dos sentimentos que mais causam mágoas e mágoas profundas.

Certo é que não devemos nada fazer esperando em troca alguma recompensa ou algum sinal de agradecimento.

O doar deve vir de dentro do ser para fora, ser espontâneo, quem assim o faz nem percebe que o fez.

No entanto mesmo sem nada esperar, nos dói na alma quando um irmão depois que a este doamos algo, e esse algo não precisa ser exatamente coisas materiais, procura de nós se afastar, corta os laços que  imaginávamos existir de fraternidade de forma brusca.
Isto quando não na primeira oportunidade tenta nos prejudicar ou denegrir nossa imagem usando de maledicência.

Realmente, por mais que nada esperássemos isto nos magoa, porque não entendemos tais atitudes.

Mas eu vos digo não há razão para a mágoa, porque o irmão em questão continua muito necessitado do nosso amor através da compreensão. Este irmão ainda se prende a sentimentos menos nobres, é infeliz , pois permite que o orgulho fale mais alto e muitas vezes sente a necessidade de elevar seu ego, pois quando foi por nós auxiliado se momentaneamente se alegrou logo após sentiu-se humilhado.

Jamais permitam que esses irmãos menos felizes nublem o sentimento de fraternidade  que carregam dentro da alma. Quando a ingratidão vos bater à porta façam uma prece mentalmente a Jesus e peçam que sejam fortificados na fé e no amor.

Depois orem pelo irmão que vos magoou e entendam que este irmão é realmente muito infeliz em sua jornada na Terra por mais que pareça o contrário, pois o seu orgulho e a necessidade de manter seu ego intacto não lhe dão paz.

Torna-se egoísta, autoritário, radical, déspota em seus lares, atraindo para si um tortuoso caminho de desventuras.


A vocês que bem reconhecem o bem que lhes é feito que permitem que a gratidão tome conta de suas almas e seguem o exemplo de teu benfeitor, saibam que cultivam o mais nobre dos sentimentos e isso fará que a vida lhes dará a oportunidade de retribuir, senão ao seu benfeitor, a irmãos anônimos.


Lembrem o Mestre Jesus, sofreu a ingratidão de muitos que Ele beneficiou, foi renegado e poucos se mantiveram a seu lado nos instantes de sua maior Doação, quando entregou-se ao martírio e a crucifixão, perdoando a todos e por eles pedindo ao Pai.



ditado por João de Albuquerque
psicografado por Luconi
em 04-02-17

4 comentários:

  1. Bela mensagem essa e quando sofremos uma ingratidão , temos que ser mais "nobres em sentimentos" do que o que nos magoou... Nem sempre conseguimos, pois sofremos! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Adorei Dona Marcia e que o hiato de postagem se encerrem!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filho a tua presença em minhas casinhas me enchem de alegria, obrigada

      Excluir
  3. Luconi, quando me deparo com situações como essa penso: cada um dá o que tem. E essa frase me consola. Esta certo que não deveríamos nunca esperar nada em troca, mas ainda somos espíritos em evolução e nos ligamos ao sentimento da gratidão. Muita paz!

    ResponderExcluir