Seguidores

domingo, 19 de março de 2017

CHAMADO AO AUXÍLIO FRATERNO








Não há nada que nos doa mais quando assistimos a um irmão, que tem fome de tudo, no corpo e na alma, em desespero profundo se entregando aos poucos, desistindo de lutar, não tendo o básico para sobrevivência, e nossos esforços energéticos já não consegue até ele chegar, pois sua mente repleta de negativismo atraí para ele irmãozinhos infelizes do astral inferior.

Então entendemos que precisamos da ajuda de algum irmão encarnado que possa lhe levantar o ânimo para podermos atuar de forma que ele absorva as energias que a ele direcionamos.
Nesta hora nos aproveitamos do irmão que passa em seu caminho e lhe enviamos apelos através da intuição para que aja. No entanto, a maioria entregue aos seus problemas rotineiros afastam o que julgam ser seus pensamentos, ou então, até examina a situação, seu julgamento pré concebido o faz se afastar, até mesmo mudar seu rumo.

Neste instante, já não sabemos quem mais está a precisar de ajuda, pois um nada tem e se arrasta pela vida, o outro tem no mínimo o básico, um lar, alicerces familiares e, no entanto,sua conduta demonstra um grau inferior espiritualmente falando em relação ao outro.
Dói ver o desespero de um e a indiferença de tantos a dor humana, nesta hora sempre fazemos uma prece sentida a Jesus e sempre somos atendidos, Ele não desampara, o pobre e oprimido terá seu auxílio, Ele não julga o porquê da situação, se ali estamos atuando de forma enérgica é porque Ele nos enviou de uma forma ou de outra.
Sempre após a prece, conseguimos pelo menos adormecer aquele cérebro cansado, e em espírito conversamos com ele e energizamos. Sempre em menor ou maior tempo conseguimos uma alma caridosa que não apenas lhe jogue moedas, mas que ao menos lhe direcione um sorriso, uma prece em pensamento, uma roupa para cobrir o seu frio, o pão do corpo, sabemos que é passageiro, que amanhã o irmão sentirá fome novamente, mas a atitude bondosa de apenas uma pessoa pode mudar muito o ânimo do irmão, muda suas energias e com isso ele passa enxergar possibilidades que não via. Conseguimos atuar de forma bem mais eficaz sobre ele.
Assim agimos em toda necessidade humana, seja dentro de lares, seja na rua, se os encarnados a menos se deixassem envolver sem julgamentos pelo sentimento da piedade, a caridade seria colheita certa.
Muitas vezes, o bom irmão que pouco  tem pensa em nada poder ajudar, mas se tiver amor dentro de si, auxiliará muito com bem pouco, pois sua energia de amor atrairá coisas realmente boas para o irmão em necessidade.
Reflitam, relembrem quantas vezes não refutaram os chamamentos de auxílio que nós transmitimos a vocês.
E para aqueles que dizem: “não tenho tempo” eu pergunto: Quanto vale o seu tempo, vale mais que um ser humano?

Que a paz de Jesus o envolva.

Ditado por Áspargos
psicografado por Luconi
em 12-03-17

2 comentários:

  1. Ajudar não é fácil. Muitas vezes, a ajuda é mal-interpretada por quem a recebe.
    Noutras, a pessoa que ajuda quer 'tomar o lugar' de quem recebe a ajuda, mandando na vida da pessoa. É preciso ter muita sensibilidade e paciência, e também bom senso para ajudar da forma correta, e também humildade para receber a ajuda quando necessária. Mas nunca deixar pra lá.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Espetáculo de Mensagem, Luconi. Parabéns! Ajudar é ajudar. Abraço.

    ResponderExcluir