Seguidores

domingo, 6 de agosto de 2017

NOTICIAS DE MEU IRMÃO






Não podia imaginar, nem ao menos sonhar, que um dia o fim , apenas o recomeço seria. Acreditava na outra vida, sem acreditar realmente, mas então de repente tudo realidade se tornou.
No meio da nebulosidade, onde tudo parecia meio turvo, pois meus olhos acostumados não eram, deparei-me com quem eu tanto na terra clamei.



Que abraço gostoso recebi, tanto então chorei, toda mágoa do abandono, pois abandonado. ainda menino me julguei.
Também uma certa culpa, por atritos que causei,ele só meu bem queria, mas na ignorância da idade não enxerguei.
No abraço perdão pedia, mas ele apenas sorria, apenas me dizendo, que orgulho tenho de ti.
Então me vi envolto, em luzes de esplendor,não que eu merecesse, bondade da misericórdia Divina, e uma deliciosa dormência, do meu ser conta tomou.



Quanto tempo passou dizer não saberia, talvez dias ou semanas, mas meses não foram eu sei.
Então o despertar, para a vida que se apresentava, repleta de carinhos de entes e amigos queridos.
Não, não havia sido o fim, apenas um retorno, a pátria tão querida, ali ser o meu lugar senti.
Devagar as forças recuperando, mas logo me levantei,  as lembranças dos que deixara, não me abandonava.

Abraçar a mãezinha querida, não tem preço que avalie, os seus conselhos seguindo, certa paz eu alcancei.

Poderia auxiliar os que pra trás ficara, mas primeiro tomar conhecimento de mim precisava, então segui a tratamentos, para auto conhecimento.


Um ano se passou, a saudades o peito dilacerando, a todos via daqui mesmo, mas precisava auxiliar.
Muitos se prontificaram a notícias me dar, outros já me avisaram estamos lá com eles a trabalhar.
Eram os meus queridos guias, que nunca me abandonaram, dos meus de sangue e de laços fraternos eles cuidavam, fé passando, orientações intuindo, os corações acalmando.

Agradeço a todos as preces, e pensamentos de amor a mim enviados, são bálsamos que aliviam a saudades, dando-me forças para prosseguir.
Desde que pude ir levantando, aos estudos me entregando, a memória ancestral ativando, estou me redescobrindo.

Que o caminho é longo descobri, que muito tenho que trabalhar, há muitos irmãos abraçar, muitos doenças de minha alma para curar, que só me entregando ao amor conseguirei.
Mas vocês jamais esquecerei, para juntos ficarmos trabalharei, sinto sempre quando de auxílio precisam, não podendo auxiliar clamo e a ajuda vem.


Já posso visitá-los na terra, já assisti os seus trabalhos, sempre acompanhado, de meus antigos guias, que hoje meus amigos são.
E quem com abraço me recebeu, sempre que pode comigo está, partilhamos nossos feitos,
nossas conquistas comemoramos.



Irmão de sangue de outras vidas, ele e mais dois um amigo querido, outro meu defensor na vida, quando nós quatro nos reunimos, há alegria é muito grande.

Falta apenas um, para o ciclo se encerrar, novamente todos juntos, nova missão na terra abraçar, mas tempo levará.

Já enviei minhas notícias, mas com o tempo outras darei, abraço a todos queridos, parentes de sangue ou não, o que importa é o amor que nos unirá sempre.

Minha irmã não chore não, sei que é de emoção, mas como disse logo volto, e na espiritualidade com todos tenho encontrado.

Até breve com a Graça de Deus.

Do irmão de todos, Antonio Luconi, Toni que em tempo e terras distantes foi o Antonini.

06-08-2017
psicografado por Luconi

Meu irmão estas flores quero te ofertar com  amor eterno.




6 comentários:

  1. Me emocionei muito!!! Chorei e senti muita saudades dele.Amo muito muito meu coração está cheio de ternura e carinho por esse meu amado irmãozinho!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim irmã amada, mas ele enviou notícias para acalmar nossos corações, Louvado seja Deus

      Excluir
  2. Lindo depoimento recebido e emociona mesmo! Mas importa saber que está bem e de lá tudo acompanha! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Luconi, este texto nos coloca ao par das premissas que regem ao nosso ser na dimensão espiritual, parabéns pelo teu relevante trabalho nesta seara da mediunidade, um abraço, MJ.

    ResponderExcluir