Seguidores

terça-feira, 17 de novembro de 2009

LIBERDADE DE AMAR



Quando adentramos à casa de DEUS devemos nos lembrar de que estamos em Sua casa, que é um repositório de luz e que la nos encontramos para honrá-lo, glorificá-lo e amá-lo incondicionalmente, e embora saibamos que o amor deva ser praticado todo o tempo, sabemos, também, que não temos praticado esse amor na medida desejada pelo Pai, cujo amor para conosco é incondicional.

Sabemos que d’Ele promana a paz sólida, indivisível e indizível, que vem em doses homeopáticas, semelhante ao ar está no vento, à luz que está no firmamento e ao amor de Jesus Cristo, do qual somos irmãos e a quem devemos creditar o sucesso na divulgação do nome do Pai.

Sabemos que a paz de DEUS esclarece àqueles que estão nas sombras e que o seu amor ilumina os caminhos daqueles que querem segui-lo, dos quais as sombras não se aproximam por causa da luz que d'Ele promana e com a qual são incompatíveis.

O amor de DEUS é incondicional, como o sol: leve, espesso, sem sombras e brilhante, entretanto, para adentrar às nossas casas é necessário deixar a janela aberta.

Um comentário:

  1. Bravos Renato, sim se houver ao menos uma única fresta, a energia Divina nos invadirá e tudo se transformará, um grande abraço e muita paz. beijos Luconi

    ResponderExcluir