Seguidores

domingo, 26 de março de 2017

CRIANÇAS E VOCÊ

                             


Bem, meus irmãos, aqui cheguei, porque a última mensagem do Irmão da paz fala do trabalho da equipe que dá amparo e sustento a nós que trabalhamos junto aos pequenos, dia após dia, seja em orfanatos, casas de abrigo, seja nos lares desfavorecidos de amor e nos desfavorecidos do básico exigido para a sobrevivência, seja nas ruas, onde é “a casa” de muitos pequenos.
 
Assim que pude, que tive merecimento, engajei-me no trabalho com as crianças, não mais saí, amo a todos, mas elas são, por assim dizer, meu amor primeiro.
 
Não imaginam o quanto dói nas fibras de minha alma assistir tanto abandono, tanto pouco caso, os irmãos encarnados não abrem mão de suas comodidades, não abrem mão de um tempo por menor que seja, não ouvem os apelos do coração.

É necessário agir, se não se acharem aptos para a adoção existem outras muitas formas de auxiliar, de levar amor, tantos lares onde criança toma conta de criança, hospitais onde a doença os martiriza, mães e pais não só desprovidos materialmente como também psicologicamente e moralmente.

Tantas crianças em semáforos trabalhando para auxiliar no sustento de suas casas, quando não estão ali apenas sendo explorados por quem nem seus responsáveis são.

Tenho certeza que se fizer uma análise de todo este quadro, encontrarão uma forma de auxílio, mas vos peço mesmo que tenha posses não se limite apenas a assinar cheques, isto não é amor, é querer se livrar da culpa de sua consciência.

Tudo que temos devemos ao Pai, inclusive o Amor em nós enraizado, porque Jesus o exemplificou e nos ensinou a amar, hoje se sentimos amor de uma forma mais pura, no verdadeiro significado da palavra, é sem dúvida graças a Ele.

Vim lhes pedir para distribuírem este amor, quanto mais o dividirem, mais ele será multiplicado em vocês.

Ensinem a seus filhos a verdadeira doação, que desde a tenra idade saibam que todos têm direito ao amor e as mesmas oportunidades, que todos são iguais e ninguém é melhor que ninguém independente de cor, raça ou posição social.

Bem vamos seguir, o trabalho é extenso, vamos vocês também, levantem do sofá, abram mão de alguns deleites e fazam a sua
parte.

A todos os irmãos e aos meus eternos pequenos, o meu amor será sempre certo.


ditado por Hilda Maria
psicografado por Luconi
12-03-2016


Link da mensagem do Irmão da Paz mencionada na mensagem acima.

quinta-feira, 23 de março de 2017

SOS CRIANÇAS EM ABRIGOS, ORFANATOS






Aqui estou depois de longa jornada, feliz e satisfeito, com o decorrer de nossos trabalhos.


Vim de casas de abrigo, vim onde só deveria haver alegrias, pois ali habitam os pequeninos, pequeninos, que por razões diversas, ficaram sem seus pais.


Como dói o coração, perceber que em muitos a alma chora, o sorriso, a gargalhada, tão belos são, mas os olhinhos trazem sempre uma nuvem de tristeza, que muitas vezes passa despercebida para alguns, mas os mais sensíveis a percebem.


Após verificarmos a todos, nas casas que nos são designadas, voltamos em cada uma para darmos os passem energéticos enquanto dormem. Faz parte de nossas funções, fiz questão de incluir os pequenos dentre os meus compromissos.


Cada casa tem a equipe espiritual que ali é permanente, passamos para atender a qualquer necessidade que é preciso ser realizada fora dali. Trabalhamos para encontrar na jornada que ali dedicamos, pais adotivos para os pequenos, não é fácil.


Quando verificamos uma possibilidade, por pequena que seja, passamos a trabalhar esse espírito ou esses espíritos, durante sua vigília de sono, se conseguirmos a aceitação, trabalhamos para materializá-la na vida e, só então, é que em mais uma vigília de sono dos futuros pais e da criança os apresentamos em espírito.


Muitas vezes, são espíritos conhecidos de outras vidas, sempre procuramos estes para que haja maior afinidade entre eles. No entanto, algumas vezes não, são espíritos que não se conheceram, mas com algumas afinidades que farão que cultivem um elo forte entre si.

Bem, expliquei tudo isso, para mostrar a vocês a necessidade de abrirem o seu coração, os seus braços e os seus lares para dividi-los com um pequenino e desta forma multiplicar as bênçãos de Jesus sobre ele.


Muitos pequeninos, não encontram uma família, muitos saem para o mundo completamente só, por mais que lutem pela vida sempre se sentem excluídos de uma sociedade que não os quis, culpam-se como se culpa tivessem, carregando sempre o estigma da solidão dentro de si mesmos.

Bem irmãos, é uma decisão difícil, mas se tiverem amor no coração, água no feijão que dá para um prato a mais e se for por amor, permitam-se a alegria de ser o marco na vida destes pequenos, que na verdade só pedem amor.   




ditado pelo Irmão da Paz
psicografado por Luconi

em 12-03-17

domingo, 19 de março de 2017

CHAMADO AO AUXÍLIO FRATERNO








Não há nada que nos doa mais quando assistimos a um irmão, que tem fome de tudo, no corpo e na alma, em desespero profundo se entregando aos poucos, desistindo de lutar, não tendo o básico para sobrevivência, e nossos esforços energéticos já não consegue até ele chegar, pois sua mente repleta de negativismo atraí para ele irmãozinhos infelizes do astral inferior.

Então entendemos que precisamos da ajuda de algum irmão encarnado que possa lhe levantar o ânimo para podermos atuar de forma que ele absorva as energias que a ele direcionamos.
Nesta hora nos aproveitamos do irmão que passa em seu caminho e lhe enviamos apelos através da intuição para que aja. No entanto, a maioria entregue aos seus problemas rotineiros afastam o que julgam ser seus pensamentos, ou então, até examina a situação, seu julgamento pré concebido o faz se afastar, até mesmo mudar seu rumo.

Neste instante, já não sabemos quem mais está a precisar de ajuda, pois um nada tem e se arrasta pela vida, o outro tem no mínimo o básico, um lar, alicerces familiares e, no entanto,sua conduta demonstra um grau inferior espiritualmente falando em relação ao outro.
Dói ver o desespero de um e a indiferença de tantos a dor humana, nesta hora sempre fazemos uma prece sentida a Jesus e sempre somos atendidos, Ele não desampara, o pobre e oprimido terá seu auxílio, Ele não julga o porquê da situação, se ali estamos atuando de forma enérgica é porque Ele nos enviou de uma forma ou de outra.
Sempre após a prece, conseguimos pelo menos adormecer aquele cérebro cansado, e em espírito conversamos com ele e energizamos. Sempre em menor ou maior tempo conseguimos uma alma caridosa que não apenas lhe jogue moedas, mas que ao menos lhe direcione um sorriso, uma prece em pensamento, uma roupa para cobrir o seu frio, o pão do corpo, sabemos que é passageiro, que amanhã o irmão sentirá fome novamente, mas a atitude bondosa de apenas uma pessoa pode mudar muito o ânimo do irmão, muda suas energias e com isso ele passa enxergar possibilidades que não via. Conseguimos atuar de forma bem mais eficaz sobre ele.
Assim agimos em toda necessidade humana, seja dentro de lares, seja na rua, se os encarnados a menos se deixassem envolver sem julgamentos pelo sentimento da piedade, a caridade seria colheita certa.
Muitas vezes, o bom irmão que pouco  tem pensa em nada poder ajudar, mas se tiver amor dentro de si, auxiliará muito com bem pouco, pois sua energia de amor atrairá coisas realmente boas para o irmão em necessidade.
Reflitam, relembrem quantas vezes não refutaram os chamamentos de auxílio que nós transmitimos a vocês.
E para aqueles que dizem: “não tenho tempo” eu pergunto: Quanto vale o seu tempo, vale mais que um ser humano?

Que a paz de Jesus o envolva.

Ditado por Áspargos
psicografado por Luconi
em 12-03-17

quarta-feira, 15 de março de 2017

OLHA O TREM GENTE!


Olha o trem,
vem passando na estação,
na sua estação veja bem,
mas tome o primeiro vagão.



É especial o primeiro,
não basta apenas embarcar,
tem que o sentir por inteiro,
deixá-lo te dominar,
é o vagão da piedade.



Para o segundo vagão,
apto então estará,
nele vai extravasar o seu coração,
a paz o invadirá,
é o vagão da caridade.



Irás em seguida ao terceiro,
os olhos já reluzindo,
os braços se abrindo,
inevitável é o abraço,
no vagão da bondade.



Então irás para o quarto,
lá sempre mais um cabe,
a energia é contagiante,
de mãos dadas todos unidos,
no vagão da fraternidade.



Se chegar até ali,
não mais desejará descer,
todos os vagões um se tornará,
em você incorporá,
este é o trem do Amor.


E aí minha gente, vamos tomar este trem?
Mas não esqueça, o orgulho, a vaidade, o ego, nele não entra, e as tuas verdades com certeza já não serão as mesmas.




ditado por Gilson Gomes
psicografado por Luconi
em 12-03-17