Seguidores

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O VALOR DA RELIGIÃO


São boas todas as religiões?
Muitos dizem que essas são como caminhos diferentes que levam sempre ao mesmo lugar. Se isso fosse realmente verdade a religião não faria diferença porque todas seriam aceitáveis a Deus, mas, será que são mesmo?

Quando Jesus Cristo estava na terra havia um grupo de religiosos, conhecido como Fariseus, que desenvolveu um sistema de adoração para o qual acreditavam na aprovação de Deus, entretanto, esses religiosos - os Fariseus- procuraram matar Jesus, o Cristo!

E Quando o Cristo lhes perguntou "vós fazeis a obra do Pai ?" na resposta disseram: "temos um só pai, Deus".
Pergunta-se: Deus era realmente pai dos fariseus e aceitava a sua forma de adoração? Penso que não e certamente que não! Mesmo que os Fariseus tivessem a Bíblia e pensassem em segui-la, ainda assim estariam desencaminhados porque Deus é o Deus da verdade e da justiça e nos fariseus não havia a verdade pura.

Está claro que essa religião e forma de adoração a Deus são falsas porque só servem para os maus interesses, que não são os de Deus; os interesses de Deus são a caridade e o amor ao próximo, por isso Jesus Cristo desconsiderou a religião dos Fariseus dizendo-lhes: "fechai o reino dos céus diante dos homens porque vós não o seguis e nem mesmo deixai entrar aqueles que querem segui-los". Por essa falsa adoração Jesus Cristo lhes chamou de hipócritas e venenosas víboras que por causa da sua conduta levaram muitos ao descaminho.

Cristo nunca ensinou que as religiões são apenas caminhos diferentes que levam ao mesmo lugar. No Sermão na Montanha disse: "entrai pelo caminho estreito porque espaçosa é a porta pela qual se entra para a própria destruição; sendo apertado o caminho, poucos são os que o acharão".

A maioria dos viventes está na estrada que leva à destruição, então, por que não adorar a Deus da maneira correta? Um exame na consciência nos esclarece sobre a importância de se adorar a Deus da forma correta, aquela que Deus aprova e aceita.

Os israelitas foram advertidos para se manterem longe das falsas religiões que estavam à sua volta e de todo tipo de adoração onde as pessoas sacrificavam seus próprios filhos com práticas impuras e que evitassem essas práticas porque seriam punidos.

A religião faz diferença sim, entretanto, é preciso saber que existem falsas religiões em nossos dias.

3 comentários:

  1. Este assunto religiões muito me intriga, gostei da sua posição quanto ao assunto, estarei sempre de volta para ler as novidades. parabéns

    ResponderExcluir
  2. Saber distinguir o joio do trigo é sempoe importante como em tudo na vida...beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Os fariseus eram um segmento dentro da religião judaica,eram os doutores da lei, os que mais entendiam da TORA, e a maneira de como se portavam, era que fazia Jesus condená-los, pois os fariseus eram extremamente orgulhosos,acreditando serem os preferidos de Deus,desprezando os outros inclusive da própria religião judaica, Jesus deixa bem claro que mais importa os atos das pessoas do que a religião que pregam, é através de nossos atos no dia a dia que cultuamos a Deus, amando ao nosso próximo e espalhando bons exemplos.
    Veja O REDENTOR de Edgar Armond
    Beijos Luconi

    ResponderExcluir