Seguidores

domingo, 19 de setembro de 2010

FORTALECENDO NOSSO ALICERCE





Infelizmente nesta terra todos estão sujeitos a pequenos e grandes revezes. Quantas vezes estamos bem e num segundo um vendaval passa por nós derrubando tudo pela frente, balançando nossas estruturas e muitas vezes até afundando nossos alicerces. 

Realmente a vida terrena é para os encarnados uma caixinha de surpresas, ninguém é senhor do momento seguinte, ninguém pode controlar o futuro, ninguém. 

No entanto podemos com certeza estruturar o nosso alicerce de modo seguro, a ponto que nada o afunde, por mais forte que seja o vendaval, podemos até nos curvar, balançar, mas afundar não jamais. 

Para mantermos o nosso alicerce seguro devemos sempre agir de acordo com a lei Divina, Amar ao próximo como a ti mesmo. 

Aproveitemos todos os momentos de nossas vidas para plantar o amor, semear esta semente divina, não esqueçamos que nada nos custa um sorriso, uma mão estendida, uma palavra amiga. 

Quantas vezes ao invés de estender a mão, fazemos o contrário, apontamos para o nosso irmão procurando seus defeitos, para julgá-lo e termos uma boa desculpa para não ajudar. 

Outras vezes ajudamos, mas com ar de superioridade, como se fizéssemos um grande favor, o que faz o irmão se sentir humilhado e ao invés do amor, plantamos a revolta. 

O nosso alicerce deve começar a ser fortificado dentro de nosso próprio lar, é lá que temos como obrigação primeira de dar o bom exemplo, nada nos vale sermos bons na rua e dentro de nosso lar agirmos como déspotas, não parando para ouvir, negando oportunidades, negando atenção e carinho exatamente àqueles que mais amamos, julgando e sendo algoz daqueles que dependem de nosso amor, daqueles que o Pai permitiu que reencarnassem em nosso meio familiar, para que antigas rixas, fossem esquecidas e que os laços de amor prevalecessem. Outras tantas vezes temos em nosso meio familiar, alma iluminada, que reencarna em meio hostil para que através de seu amor, possa elevar este ou aquele espírito menos elevado, preso a sentimentos inferiores, como a cobiça, egoísmo, inveja e orgulho, e exatamente para estes abnegados do amor é que os irmãos menos evoluídos se revoltam, causando-lhes grande sofrimento. 

Ah! Meus irmãos são atitudes de desamor que fazem o alicerce de cada um enfraquecer, e com isso qualquer revés que possa lhe acontecer, o joga ao chão, e ele caí num abismo profundo de dor, onde a revolta tenta dominá-lo, são as trevas agindo naquele que teve as suas defesas abaladas, aproveitando-se para arrebatá-lo da Luz. 

Por isto eu vos digo, voltem os seus olhos para o interior de suas almas, façam um balanço, tentem corrigir aqueles pequenos defeitos, que aparentemente parecem nenhum mal fazer, mas que impedem que os irmãos semeiem o amor, não se esqueçam o dar para receber, muito receberão se a atitude de cada um for voltada para o bem, sempre agindo de forma a não prejudicar o seu próximo, seja o seu próximo quem for. 

Garanto-vos que as forças não irão faltar, seja qual for o momento, sempre haverá uma esperança, uma fresta sempre surgirá, e a luz por ela passará espantando as trevas, trazendo forças novas, vida nova.


Que a paz do Mestre esteja com vocês.


Ditado pelo Irmão da Paz
psicografado por Luconi
em 19-09-2010

4 comentários:

  1. Que mensagem de alento, de esperança e tranquilizadora.Linda!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Luconi,ainda bem que me achou,pois um furacão levou meus blogs e tive que refazer e agora não estou achando ninguem!Amei essa msg!Quanta sabedoria e quanto a aprender!Bjs a todos vcs!

    ResponderExcluir
  3. Sim concordo plenamente, mas cada ser humano nasce com uma essência talvez com aprendizado até consiga mudar...
    Obrigada por suas palavras na Alerta também penso assim beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  4. Luconi. Bela mensagem. A caridade nos eleva, amplia nossa capacidade de amar a todos indistintamente, nos torna mais sensíveis e mais humanos. Beijos e obrigada por sua amizade.

    ResponderExcluir